Dicas de Livros



Aconteceu na Casa Espírita

Aconteceu na Casa Espírita é um interessante romance que gira em torno de um ataque de forças inferiores a um grupo espírita. As falanges de espíritos inferiores tentam influenciar os trabalhadores encarnados da casa, que por sua vez tem suas fraquezas humanas. As forças celestes permitem essas ações até um certo ponto, para testar os trabalhadores encarnados, mas nunca há um abandono dessas forças.


Missionários da Luz

 André Luiz, Chico Xavier

Missionários da Luz é um livro espírita, psicografado por Francisco Cândido Xavier e ditado pelo espírito André Luiz, editado pela FEB (Federação Espírita Brasileira) em 1945. É um relato de experiências pessoais vividas por André Luiz no Plano Espiritual, em sua grande maioria acompanhado por Alexandre, seu "instrutor".
Esta é a terceira obra da série do autor espiritual André Luiz, chamada de Série André Luiz composta de 16 livros. A Série André Luiz pode ser subdividida em duas partes: Coleção A Vida no Mundo Espiritual e Obras Complementares. Missionários da Luz é também a terceira obra da Coleção A Vida no Mundo Espiritual.
Neste livro, André Luiz desvenda os segredos da reencarnação através da tarefa dos Espíritos missionários encarregados do processo do renascimento. É explicado que a morte física não é o fim e destaca a importância do esforço próprio na luta pelo auto-aperfeiçoamento. Em vinte capítulos é discorrido sobre a continuação do aprendizado na vida espiritual, o perispirito como organização viva moldando as células materiais, a reencarnação orientada pelos Espíritos Superiores e aspectos diversos das manifestações mediúnicas. É ensinado, neste livro, que a Providência Divina concede sempre, ao homem, novos campos de trabalho, através da renovação incessante da vida por meio da reencarnação.
Missionários da Luz está incluído entre os dez melhores livros espíritas publicados no século XX, segundo pesquisa realizada em 1999 pela "Candeia Organização Espírita de Difusão e Cultura"
Nosso Lar

 Autor: André Luiz /Francisco Cândido Xavier

Nosso Lar é o um dos livros - o mais vendido até hoje - psicografados pelo médium brasileiro Chico Xavier, que compõem uma coleção intitulada A Vida no Mundo Espiritual, atribuída ao espírito André Luiz. No movimento espírita brasileiro essa coleção é também conhecida como Série Nosso Lar.
Clássico da literatura espírita brasileira, Nosso lar é um romance que versa sobre os primeiros anos do médico André Luiz após sua morte, numa "colônia espiritual", espécie de cidade onde se reúnem espíritos para aprender e trabalhar entre uma encarnação e outra. O romance levanta questões acerca do sentido do trabalho justo e dignificante e da Lei de Causa e Efeito a que todos os espíritos, segundo o espiritismo, estariam submetidos.
A novelista Ivani Ribeiro teve o livro Nosso lar entre suas bases para escrever a novela A viagem, que até agora teve produzidas duas versões, ambas com sucesso e impulsionando a venda de literatura relacionada ao tema.
Nosso Lar, obteve o primeiro lugar entre os dez melhores livros espíritas publicados no século XX, segundo pesquisa realizada em 1999 pela "Candeia Organização Espírita de Difusão e Cultura"[1]).
Desenhos minuciosos e detalhados do mapa da cidade "Nosso Lar" assim como a arquitetura das edificações, ministérios e casas, foram criados pela médium Heigorina Cunha através de suas observações realizadas durante suas saídas do corpo (desdobramento) em março de 1979, conduzidas e orientadas pelo espírito Lucius. Estes desenhos serviram de inspiração para criar o visual arquitetônico da cidade que se vê no Nosso Lar (filme). Seus desenhos foram esclarecidos e confirmados por Chico Xavier de que se tratava realmente da cidade “Nosso Lar”.

A Casa do Escritor

Narrativa espiritual de Patrícia
Psicografia de Vera Lúcia Marinzeck de Carvalho.

Patrícia, uma jovem desencarnada nos descreve detalhadamente sua passagem pela Colônia de Estudos, A Casa Do Saber,onde permaneceu dois anos, sendo mais uma nova etapa de sua vida espiritual. A maior parte do tempo ela permaneceu em salas de aulas, ouvindo palestras.Obteve o conhecimento da comunicação pelo pensamento, e como se locomover, volitando.Visitou várias Colônias,Casas de Socorro, o Umbral e entre elas a que mais lhe chamou à atenção foi a Colônia Triângulo, Rosa e Cruz,uma colônia em forma de triângulo, e que visava um aprendizado maior entre as culturas oriental e ocidental.Com o término deste curso, Patricia começouum novo curso, na Casa do Escritor, era uma colônia pequena,que ela descreve como maravilhosa.Também permaneceu dois anos,e lá aprendeu sobre psicografia,como , o que e para quem escrever, estudou e treinou muito para conseguir fazer parte da equipe literária. Destaca que nem todas as revelações são permitidas, como datas, anúncios de desgraças. Descobriu que através da psicografia é possível ajudar, alertar e recordar os ensinamentos de Jesus.A leitura modifica os pensamentos, tanto para o bem como para o mal.A Casa recebe muitas visitas,espíritos de outros países e outras casas, para troca de idéias e experiências.É como uma fonte de energia e força ,o apoio espiritual que restaura e beneficia quem precisa.A Equipe partiu para Terra para observar o trabalho de encarnados com a literatura foram a uma editora, onde inspiram as capas, folhetos, qual o livro que deveria ser editado.Em outra, assombraram-se com inúmeras revistas e livros obscenos..Nos mostra como se processa uma obsessão com um literato por um espírito vingativo.O texto nos mostra a dificuldade de fazer bons livros por falta de bons médiuns , dedicados e corretos.Ela visitou o Umbral, um lugar feio, em conseqüência dos erros do ser humano onde se aprende a vampirizar e obsediar.As conversas eram difíceis naquele lugar ,onde o ambiente era de ódio e vingança.A dificuldade daqueles seres entenderem que Deus é amor e só quer o bem dos seus filhos, que não nos devemos nos envergonhar em chamá-lo e orar. Poucos são os que querem o auxilio. Foram relatos muito comoventes.Na Colônia Patrícia aprendeu muito nas conversações sadias e cheias de conhecimento de espíritos estudiosos e amantes da boa literatura.Principalmente que não devemosnos tornar prisioneiros de quem amamos, como fazem muitos encarnados aos seus ternos desencarnados. Em vez de ajudá-los a enfrentar a nova existência, choram, reclamam, desesperam-se,chamando-os para perto de si, fazendo mal aos que amam.Os desencarnados, sentem os pensamentos dos que os amam. Desesperarem-se com a agonia dos seus entes queridos encarnados. Chegando às vezes a se perturbarem com os chamamentos dos mesmos.Esclarece como é bom quando os entes queridos entendem , como é confortador desencarnar com os conhecimentos Espíritas. Nos últimos seis meses em que ela fazia o curso, começou a ditar os rascunhos que escrevia para sua tia Vera.

O vôo da Gaivota

Narrativa espiritual de Patrícia
Psicografia de Vera Lúcia Marinzeck de Carvalho.

-->
Neste livro, Patrícia nos mostra o triste destino daqueles que se envolvem n trágico mundo das drogas, do suicídio e dos vícios em geral. Retrata também o poder do amor em benefício dos que sofrem.

Os Mensageiros
 
Autor: André Luiz / Chico Xavier

Os Mensageiros é um livro espírita, psicografado pelo médium Francisco Cândido Xavier, com autoria atribuída ao espírito André Luiz. Publicado pela Federação Espírita Brasileira no ano de 1944.
Esta é a segunda obra da série do autor espiritual André Luiz, chamada de Série André Luiz composta de 16 livros. A Série André Luiz pode ser subdividida em duas partes: Coleção A Vida no Mundo Espiritual e Obras Complementares. Os Mensageiros é também a segunda obra da Coleção A Vida no Mundo Espiritual.
Neste livro é relatado que a morte física é apenas uma passagem para a vida espiritual em contínua evolução. Trata-se de assuntos como reencarnações com trabalhos programados, culto do Evangelho no lar, os benefícios da prática do bem, invigilância e medo da morte.

Por Trás do Véu de Ísis


Uma investigação sobre a comunicação entre vivos e mortos
Marcel Souto Maior

-->
Em sessões públicas, diante de multidões atormentadas pela perda de entes queridos, o médium fecha os olhos e põe no papel mensagens dos mortos para suas famílias. Como explicar este fenômeno? Por trás do véu de Isis é um mergulho neste universo marcado por dor, saudade, esperança e desconfiança. Um terreno movediço, onde consciente e inconsciente se encontram e onde os riscos de fraude ou de auto-sugestão são permanentes. O eu diz a ciência? O que dizem os médiuns? Será que já é possível comprovar, cientificamente, a vida depois da morte? As respostas estão aqui – neste diário de busca –, a mais completa e intrigante reportagem já produzida sobre este território onde vivos e mortos se encontram.

Sexo e Destino

Autor: André Luiz / Chico Xavier / Waldo Vieira

Sexo e Destino é um livro espírita, psicografado pelos médiuns Chico Xavier e Waldo Vieira, com autoria atribuída ao espírito André Luiz. Publicado pela Federação Espírita Brasileira no ano de 1963.
Esta é a décima-quarta obra da série do autor espiritual André Luiz, chamada de Série André Luiz composta de 16 livros. A Série André Luiz pode ser subdividida em duas partes: Coleção A Vida no Mundo Espiritual e Obras Complementares. Sexo e Destino é a décima-segunda obra da Coleção A Vida no Mundo Espiritual.
Dentro da Série André Luiz, este é o terceiro, dentre quatro livros, psicografados em conjunto por Chico Xavier e Waldo Vieira. Os outros são Evolução em Dois Mundos, Mecanismos da Mediunidade, e Desobsessão.

Violetas na Janela

Autor: Pelo Espírito de Patrícia, psicografado pela médim: Vera Lúcia Marinzec de Carvalho
Violetas na Janela é um romance espírita, alegadamente narrado pelo espírito "Patrícia" e psicografado pela médium Vera Lúcia Marinzeck de Carvalho. Publicado pela Petit Editora, da cidade de São Paulo em 1993.

Resumo

Pátrícia Braghini era uma jovem espírita de 19 anos, filha de José Carlos Braghini e Anézia Alba Marinzeck Braghini, que morreu após um acidente vascular cerebral em sua casa.
O enredo do livro Violetas na Janela é narrado pela jovem já desencarnada, através de sua tia, que assina a psicografia e participa de diversas passagens do mesmo. Segundo a psicografia, Patrícia, após a morte, foi resgatada por "amigos espirituais" que a levaram para a colônia espiritual chamada Colônia São Sebastião, que segundo os espíritas é uma das colônias espirituais situadas sobre a cidade de São Sebastião do Paraíso.
Patrícia reencontra no plano espiritual Amaziles (sua avó) e um grande amor de outras vidas, Frederico, além das entidades Arthur, Maurício e Antônio Carlos, que ajudam Patrícia a se adaptar à vida na colônia. Patrícia aprende a controlar a saudade durante suas visitas ao antigo lar e mandar recados para os entes queridos através da psicografia de sua tia Vera.
Patrícia ouve conselhos de diversos moradores desencarnados da colônia e depoimentos de suas vidas pessoais quando encarnados na Terra, passa a ajudar Frederico em seu consultório e logo é convidada pelos seus amigos a trabalhar em favor de pessoas recém desencarnadas no centro espírita presidido por seu pai, José Carlos.

O sucesso

  • Violetas na Janela tornou-se um best-seller brasileiro. Em 1997 a editora vendera 300 mil cópias e em 2004 as vendas passaram para um milhão de cópias. A médium Vera Lúcia Marinzeck de Carvalho doa os direitos do livro para entidades carentes de valor reconhecido pela sociedade.
  • O sucesso do livro culminou na adaptação da história para o teatro. Violetas na janela tornou-se fenômeno de bilheteria no Rio de Janeiro e em diversas cidades do Brasil.

Polêmica

Algumas passagens do livro, descritas por Patrícia não são aceitas por uma parte dos intelectuais espíritas, que argumentam falta de provas teóricas e doutrinárias. A passagem que mais causou polêmica é o capítulo em que o espírito afirma que foi ao banheiro em seu alojamento na colônia São Sebastião. Uma parte dos espíritas não concorda com tal afirmação, pois segundo eles, não existe histórico de tal acontecimento por parte dos milhares de espíritos que contribuíram com Allan Kardec, o codificador da Doutrina Espírita, na produção dos livros O Livro dos Espíritos, O Evangelho Segundo o Espiritismo, Livro dos Médiuns entre outros que servem de pilar de sustentação para a abordagem teórica dos praticantes da Doutrina Espírita.

Vivendo no Mundo dos Espíritos

Autor: Pelo Espírito de Patrícia, psicografado pela médim: Vera Lúcia Marinzec de Carvalho 
O espírito de Patricia nos relata carinhosamente os procedimentos e passos que leva na vida espiritual. Agora, engressando em um curso para adquirir mais conhecimentos sobre o plano espiritual.
Patrícia sempre foi uma pessoa que gostou de estudar, o fato de descobrir coisas novas lhe encantava, mesmo quando ainda era viva. E agora desencarnada não seria diferente. Por isso, compartilha seus ensinamentos e como se sentiu ao apredender cada um dos assuntos. A vida nas colônias espirituais, os postos de vigilância, os samaritanos( grupo de socorristas), loucura obsessão, umbral( chamado de inferno por muitos encarnados), etc são alguns dos assuntos estudados nesse curso.
Os detalhes mencionados por ela nos dá um visão do que se pode esperar ao desencarnar. E não nos deixa dúvidas sobre o por quê devemos sempre seguir o caminho do bem. O livro é interessante e flui muito quando começamos a entender mais a vida após a morte, com isso nos tranquiliza mais a mente perdendo o medo do fim de nossa vida aqui na terra.
Fonte: Shvoong Home

O Livro dos Médiuns- ALLAN KARDEC - 1861

-->
Segunda obra da Codificação Espírita, publicada pela primeira vez em 1861, na França. O Livro dos Médiuns reúne o ensino especial dos Espíritos sobre a teoria de todos os gêneros de manifestações, os meios de comunicação com o mundo invisível, o desenvolvimento da mediunidade e as dificuldades que se podem encontrar na prática do Espiritismo, além de precioso vocabulário espírita sua parte final.
De leitura e consulta indispensável para os espíritas, será também valiosa fonte de conhecimento para qualquer pessoa que se interesse pelo fenômeno mediúnico, seja qual for a religião que professe.


O Livro dos  Espíritos- ALLAN KARDEC- 1857


-->
Dos cinco livros fundamentais da Doutrina Espírita, referidos com A Codificação, foi este o primeiro a ser recebido, diretamente dos Espíritos, pela equipe de médiuns de várias cidades da Europa, reunida e coordenada por Allan Kardec e seu grupo.

Ele é, portanto, o marco inicial de uma doutrina de profunda repercussão no pensamento e na visão de vida de considerável parcela da Humanidade, desde 1857, data da primeira edição francesa.

Das três revelações de origem divina, a de Moisés no Sinai, a do Cristo Jesus, 1500 anos depois, a dos Espíritos é a primeira de caráter coletivo, pois que resultou do trabalho conjunto dos Espíritos Superiores e dos homens.

Estruturado em 4 partes e 1019 perguntas, formuladas pelo grupo de Kardec e respondias psicograficamente pelos Espíritos, este livro aborda os aspectos científicos, filosófico e religioso da Doutrina Espírita.

Independentemente de crença ou convicção religiosa, a leitura de O Livro dos Espíritos será de imenso valor por que trata  da imortalidade da alma, da natureza dos Espíritos , de suas relações com os homens, das leis moais, da vida presente, da vida futura e do porvir a Humanidade, assuntos de interesse geral e de grande atualidade, nessa transição de milênio, de conturbação e perplexidade.
O Evangelho Segundo o Espiritismo - 1864


Convertido, por força das circunstâncias, em sacerdote da natureza, desta vez num corpo negro, no ventre da África, conhece de perto o canto dos escravos ao adentrar os porões dos navios negreiros. Era o choro e os lamentos daqueles que escolheram contribuir para a formação da identidade cultural da pátria brasileira.
O que é a verdadeira liberdade? Experimente a sabedoria de quem venceu nas duras lições do cativeiro. Dá o que pensar as palavras simples de um preto velho.


“O Evangelho segundo o Espiritismo” é um dos cinco livros que constituem a Codificação Espírita, conjunto de ensinamentos transmitidos por Espíritos Superiores, organizados e comentadas por Allan Kardec.

Esta obra encerra a essência do ensino moral de Jesus e por isso, constitui o abrigo onde adeptos de todas as religiões – e mesmo os que não têm religião – podem reunir-se, porquanto oferece um roteiro seguro para a nossa reforma íntima, objetivo apontado pelo Cristo como indispensável para alcançarmos a felicidade vindoura, a paz interior, essa conquista que somente a observância plena das leis divinas pode proporcionar ao Espírito na sua gradual caminhada evolutiva para Deus.

O Evangelho Segundo o Espiritismo - 1864
Allan Kardec.


As Sete Leis Espirituais do Sucesso

-->
Qualquer coisa que desejamos pode ser criada, pois as mesmas leis que a natureza utiliza para criar uma galáxia, um planeta, um corpo humano, podem realizar nossos desejos mais profundos.

As "Sete Leis Espirituais do Sucesso" sugere que nos concentremos em uma lei a cada dia da semana, conforme apresentamos abaixo:

DOMINGO -Lei da Potencialidade Pura

·
Reserve um momento do dia para ficar só e fazer uma
meditação silenciosa.
· Reserve um período do dia para comungar com a natureza.
· Pratique diariamente o preceito: "Hoje não julgarei nada".

SEGUNDA-FEIRA - Lei da Doação

· Ofereça sempre algo às pessoas com quem tiver contato(cumprimento, pensamento positivo, oração, benção).
· Agradeça as dádivas oferecidas pela vida, como a beleza da natureza e tenha abertura para continuar recebendo-as. Deseje em silêncio, toda vez que entrar em contato com alguém, que tenha uma vida próspera e feliz.

TERÇA-FEIRA - Lei do Karma

· Observe sempre as escolhas que vai fazer e se pergunte: Quais serão as conseqüências dela para mim e para os outros?
· Peça orientação ao seu "coração", ele é muito intuitivo.

QUARTA-FEIRA - Lei do Mínimo Esforço

· Aceite pessoas e fatos como se manifestarem.
· Não se volte contra o Universo lutando contra o presente.
· Seja responsável pelas situações e não culpe ninguém.
· Desista de impor sua opinião aos outros.
· Tenha abertura à todos os pontos de vista e não se prenda a nenhum.

QUINTA-FEIRA - Lei da Intenção e do Desejo

· Faça uma lista de todos os seus desejos. Olhe para ela antes de meditar e, também, antes de dormir e ao acordar.
· Libere a lista de seus desejos no plano cósmico, que tem desígnios maiores para você do que possa conceber.
· Confie.
· Esteja consciente do momento presente.

SEXTA-FEIRA - Lei do Desapego

· Comprometa-se com o desapego.
· Dê a si próprio e aos outros a liberdade de ser o que é.
· Participe de tudo, mas com envolvimento distanciado.

· Saiba que, estando disponível para aceitar a incerteza, a solução virá do próprio problema.
· Tenha abertura para uma infinidade de escolhas, experimentando toda a magia, mistério e aventura da vida.

SÁBADO - Lei do Propósito de Vida

· Nutra, com amor, a divindade que habita em você.
· Tenha consciência da atemporalidade, do ser eterno.
· Faça uma lista de seus talentos únicos e do que adora fazer, e saiba que, quando os põe a serviço da humanidade, cria abundância na sua vida e na de outras pessoas.
Pergunte-se diariamente: "Como posso servir?"


Leia todos os dias a Lei correspondente ao dia da semana e comece a pô-la em prática. Assimilando estas leis você se tornará uma pessoa muito mais preparada para lidar com a vida.
Dr Deepak Chopra


Tambores de Angola


Essa doutrina mágica que revela tantos saberes e desperta tantos preconceitos. Tambores de Angola é um romance que penetra nesse universo para desmistificar a figura dos caboclos, pretos-velhos e exus, entidades tão mal compreendidas. Mostra que para o bem não há fronteiras: e uma mãe-velha que orienta o personagem principal a ler O Livro dos Espíritos, de Allan Kardec, e o conduz a uma casa espírita, após livrar-lhe de um caso grave de obsessão.
Mas, antes, o leitor participará de uma visita a bases da trevas e a uma agência de vinganças do umbral. Conhecerá o magnetismo como poderosa ferramenta para desequilibrar consciências e observará o trabalho redentor dos espíritos – índios, negros, soldados, médicos - e de médiuns que enfrentam o mal com determinação e coragem.
A primeira obra espírita a mostrar a origem histórica e as diferenças entre umbanda e espiritismo, com profundo respeito. 

Livro de Robson Pinheiro 
pelo Epírito de Ângelo Inácio.

O Último Passageiro

Romance repleto de emoções vividas pelas personagens, em seus encontros e desencontros nos dois planos de vida espiritual e material. As explicações sobre as causas dos sofrimentos terrenos e na espiritualidade, as experiências, os aprendizados,  as derrotas e as conquistas dos Espíritos encarnados e desencarnados que fazem esta narrativa, permitem ao leitor perceber quão perfeitas são as Leis divinas, pois Deus, Pai amantíssimo, a ninguém desampara e concede a todas as Suas criaturas ilimitadas oportunidades de progresso. 

Zélia Carneiro Baruffi
pelo espírito Celmo Robel
Edidora EME


Pai João

Convertido, por força das circunstâncias, em sacerdote da natureza, desta vez num corpo negro, no ventre da África, conhece de perto o canto dos escravos ao adentrar os porões dos navios negreiros. Era o choro e os lamentos daqueles que escolheram contribuir para a formação da identidade cultural da pátria brasileira.
O que é a verdadeira liberdade? Experimente a sabedoria de quem venceu nas duras lições do cativeiro. Dá o que pensar as palavras simples de um preto velho.


Pai João
Pelo Espírito de Pai João da Aruanda
Por  Robson Pinheiro
Editora casa dos Espíritos.


NOSSA ESPIRITUALIDADE


 Os conceitos de Espiritualidade e Inteligência Quântica se encontram em um ponto comum, que é a existência do espírito. Nesse contexto, já é tempo de cada um perceber que se doar é fundamental. Através do exercício da bondade, nos tornamos bons médiuns, e nos aprimoramos no intercâmbio espiritual. O egoísmo já não tem vez. E quem insiste em só ver o seu lado, começa a sentir as consequências de ser assim. Assim a solidão será o motivo que estabelecerá o caos redentor no mundo. Já é tempo de entender que quanto mais o ser humano fica feliz pelo crescimento do outro, mais ele cresce e encontra suas próprias formas de felicidade.



Autor(a): JORGE MENEZES
Editora:NOVO SER



Umbanda e o Poder da Mediunidade

                              W.W. DA MATTA E SILVA  



O Conhecido autor de tantos livros sobre Umbanda, focaliza nesta obra o problema da mediunidade, que não é tão simples como se pensa e que estaria ao alcance de todos, bastando para isso frequentar um curso para desenvolvê-la.
Baseando-se no próprio Allan Kardec, o autor assevera que não se deve forçar o que não é espontâneo e que o médium é um ser especial, que nasceu com essa missão e que, por isso, deve cumpri-la. Por outro lado, embora todos tenham alguns sintomas de mediunidade, não é aconselhável desenvolvê-la naqueles que não nasceram com ela de maneira inequívoca. Forçar o que não é natural pode provocar desequilíbrios e o autor trata deste assunto com muita propriedade.  








2 comentários:

Anônimo disse...

Parabéns pelo blog. Gostaria de sugerir um livro para a lista. Chama-se Nossa Espiritualidade sob o prisma da Inteligência Quântica. Áutor : Jorge Menezes. É um livro muito elucidativo que se refere ao nosso comportamento como espíritos encarnados na Terra. Att. Daniela

Espiritualidade disse...

Obrigada pela dica!!!